Jornalista, formada pela PUC-RJ. Foi editora do Suplemento Literário da Tribuna da Imprensa (anos 70). Por este trabalho de divulgação recebeu o prêmio da APCA.
Em 1980, criou e dirigiu o Centro de Cultura Alternativa, pioneiro projeto de preservação da produção independente. Atuou por 30 anos na José Olympio, projeto editorial voltado para o resgate dos grandes clássicos de nossa literatura.
É autora do livro de contos Às oito, em ponto, prêmio Afonso Arinos, da ABL. Um de seus contos, Flor de cerrado, integra a antologia Os cem melhores contos brasileiros do século.
Estudou nos Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha. Em 2005, foi selecionada para participar o importante do curso de formação de editores, da Universidade de Stanford.
Em 2006, recebeu o prêmio Faz Diferença, concedido pelo jornal O Globo.
Desde de 2015, é editora literária da Autêntica, uma das mais atuantes empresas de nosso mercado editorial.

Entre em contato com Maria Amélia Mello:

 

Ver todos os colaboradores

foto do perfil