Os benefícios dos e-books vão muito além do (potencial) preço mais baixo.

No último post falamos sobre o preço dos livros digitais versus o seu processo produtivo. Neste novo artigo, discutiremos os recursos e vantagens dos e-books ao leitor. É importante destacar que alguns desses recursos dependerão do tipo de e-book, do software e do dispositivo em que será lido. Cabe ao editor e ao designer garantir que, na medida do possível, todos estes e outros recursos sejam disponibilizados ao usuário-leitor para que a experiência de leitura seja satisfatória.

 

Ubiquidade

O termo “ubiquidade” significa estar presente concomitantemente em todo lugar. Para isso precisamos considerar duas coisas. A primeira é que existe uma grande quantidade de aplicativos leitores de e-books para celular. A segunda é que a maioria das pessoas carregam seu celular o tempo todo. Por isso, é fácil imaginar que toda a biblioteca digital do leitor pode ficar ao alcance dele em todo lugar. Para os leitores vorazes, é o fim do dilema de quais livros levar para as férias.

 

Menos espaço físico

Um único e-reader pode guardar centenas de livros digitais, ocupando um espaço físico mínimo. Ter uma biblioteca digital pode ser uma saída para quem mora e trabalha em espaços reduzidos.

 

Customização da experiência

Muitos dispositivos permitem que o leitor modifique o tamanho e tipo de letra utilizados no livro digital. Pode-se também alterar a cor do fundo em que o texto é lido e o comprimento da linha de texto, por exemplo. Isto pode facilitar a leitura para pessoas com problemas de visão, permitindo que elas definam a configuração do modo que lhes for mais confortável. Alguns estudos afirmam que este recurso pode ser benéfico também para algumas pessoas que apresentam dificuldade de concentração e aprendizado.

 

Ama livros?

O Nespe vários oferece cursos para quem quer trabalhar com livros.
Conheça nossos cursos

Sistema de busca automática

Na maioria dos e-books, o leitor pode buscar um termo em todo o livro, visualizando instantaneamente todas as vezes em que ele aparece. Isso faz com que o leitor pare de depender dos índices remissivos, presente em alguns livros impressos.

Além disso, muitos e-readers oferecem ferramentas como realce de texto e campo para anotações. Todos esses recursos têm o intuito de facilitar o aprendizado e nos ajudar a guardar informações para que possam ser rapidamente recuperadas depois.

 

Atualizações

Se a editora descobrir algum erro no e-book, ela pode fazer a alteração e substituir o arquivo enviado à livraria ou ao distribuidor digital. Da próxima vez que o software de leitura sincronizar com a livraria digital, uma notificação aparecerá, dizendo que uma nova versão do livro está disponível.

 

Consulta a dicionário e referências

Nos livros digitais, as referências cruzadas (aquelas feitas a outras partes do livro) podem ser feitas via hiperlinks, o que facilita bastante a navegação entre elas. O mesmo vale para notas de rodapé. Da mesma forma, é possível incluir links para páginas na internet, facilitando e enriquecendo o conteúdo disponível. Muitos e-readers também oferecem opções como consulta a dicionários e enciclopédias online. Basta selecionar um termo do livro para aparecerem essas opções.

 

Ama livros?

O Nespe vários oferece cursos para quem quer trabalhar com livros.
Conheça nossos cursos

Acesso a partir de vários dispositivos

As plataformas de venda de e-books permitem que façamos o download dele em vários dispositivos. Suponhamos que você tem um leitor Kindle e o aplicativo do Kindle no seu celular. Você pode baixar o mesmo livro nos dois dispositivos, e ler a partir de um ou de outro. Alguns softwares de leitura ajudam ainda mais, ao sincronizar todos os dispositivos e indicar qual a última página lida.

 

Sustentabilidade (com uma ressalva)

Se compararmos os livros físicos aos livros digitais, os e-books saem ganhando no quesito sustentabilidade, já que o gasto de recursos naturais para produzi-los e transportá-los é bastante reduzido. A pegadinha fica na hora da produção dos e-readers. Eles geram bastante pegadas de carbono, principalmente se considerarmos que, como todo aparelho eletrônico, ele é trocado com frequência. A solução seria utilizar dispositivos que já utilizamos para outros fins, como celulares e computadores.

 
É importante destacar que esses benefícios não fazem do e-book uma alternativa necessariamente melhor ao livro impresso. Isso varia de leitor para leitor, e de livro para livro. Fatores como sensorialidade, tatilidade e a própria experiência de leitura devem ser levadas em conta. O livro impresso é, e provavelmente sempre será, um objeto de adoração e fetiche. A disposição dos livros pelas estantes de casa, as conversas geradas pelo acaso do livro em uma vitrine de loja, são experiências inexistentes no livro digital. Por outro lado, o e-book gera praticidade e privacidade — quem nunca pensou duas vezes antes de circular com um livro polêmico em lugares públicos? A escolha fica, como sempre, nas mãos do leitor.

 

Ama livros?

O Nespe vários oferece cursos para quem quer trabalhar com livros.
Conheça nossos cursos